Google+ Followers

domingo, 27 de janeiro de 2008

Religião não religa, apenas desconecta.

É o seguinte,

Antes que as cruzadas evangélicas ou os filhotes do Opus Dei venham encher meu e-mail com gracinhas, já aviso que não sou ateu.

Muito menos cola o argumento de que o laicismo ou a laicidade tenham se tornado uma nova ditadura dogmática com inquisidores racionalistas de plantão.

Provou-se, aos que não se lembram mais do que aconteceu durante a Inquisição ou durante o regime talibã no Afeganistão, que não podemos jamais deixar de estar vigilantes em relação aos intermediários divinos, às petulâncias religiosas.

Acredito num balacobaco, numa força criadora de tudo, num troço que derivou no bigbang.

Mas quem sou eu pra dar nome a essa força, especular em nome dela ou fazer suposições sobre o que ela espera de nós.

Acho mesmo que as religiões são mera pretensão humana e, fazendo as contas, fazem o mal, pois virou mania humana matar em nome do altíssimo ou mutilar mulheres, sacrificar homens, ter pavor dalgum hímem extinto ou aniquilar as pequenas alegrias da vida, vertidas em pecados.

Fora o tremendo negócio de venda de unções, copinho de água do Jordão, cruzes, patuás, burkinhas perfumadas e sacolinhas de grana extorquida que rolam por aí.

E as sessões especiais dos 387 cajados para o sucesso empresarial ou a fogueira santa para os infortúnios do amor.

Ah, menino...religião, política e futebol não se discutem. Olha a violência cretina dessa frase, desse chavão. Dizem isso porque se a coisa da discussão fosse levada a cabo, não sobraria religião nenhuma. Querem dogmas inquestionáveis, querem certezas inamovíveis.

Querem calar sua boca, pessoa leitora de mim.

Querem o dízimo também, irmãos.

Pecado mesmo é sacanear os outros. E as religiões fazem isso com frequência.

As religiões sacaneiam demais os outros.

As que vieram das derivações judaicas então, socorro mamãe.

E quanto mais religiosa a pessoa, mais insistente e fanática ela fica...parece que são elas que, por falta de certeza, precisam repetir, repetir, repetir.

Só sei que além do peru de Adão, resolveram instalar o clitóris na Eva, pô. Se é obra divina, pecado é não usar.

Encontrei uma coletânea de contradições bíblicas deliciosas. Se vc tem fé e acredita que aquela colagem de textos é um troço coerente, nem tente ir ao site abaixo, porque vai entrar em depressão e ter crise identitária. Mas pode ser, acreditem, uma libertação.


É necessário saber a fundo para que é que se diz amém.


http://www.ateufeliz.hpg.ig.com.br/ContradicoesBiblicas.htm


Que é divertido, é.

Nenhum comentário: