Google+ Followers

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Poemasmeus- insuportável.

ainda que brilhe nalgum canto,
nalguém,
nalgumas letras,

ainda que seja eu memorável,
inesquecível nalgum recordo,
passível duma foto guardada,

que seja eu um amor de anos a fio dentro do mais guardado segredo,


sou insuportável,
arredio,
ágrio sem doce,
um garfield esfarrapado,
um pessoa moribundo,
um trapo no chiado,
o nada
do poço oco do mundo,

às vezes,

sou cinza, metálico,
soluço inadequado,
zumbido persistente,
pintura inacabada, rastro de nada
nem pó, nem caminho, não estrada,

a fuga da escapatória,

o bode expiado e findo,

o atalho equivocado, o engano lindo,

a dissolução da matéria, a erva ingrata
a pura francesa miséria,
a antitraviatta,
a rede sem lastro,

o contrário do alabastro,
a dor em colibri,



sozinho não é
descompanhia,

sozinho é
resiliência
esparramada dos dias.

Nenhum comentário: