Google+ Followers

sábado, 16 de fevereiro de 2008

A Azeitona na Empada

Tem troços que são naturalmente bons, mas o ser humano consegue piorar.

Degustar uma boa azeitona espanhola, é uma delícia. Desde que ela, a azeitona, seja a protagonista da coisa.

Aí vem o bípede e começa a inventar.

Sabe-se lá quando, um dia, alguém cismou de socar uma azeitona dentro da empada.

Até então a empada era deliciosa, plena e ninguém devia reclamar dela. Algum tatu humano deve ter achado que ficaria mais chique meter a azeitona lá, apertada entre a massa e o frango.

Pior, azeitona com caroço. O troço destrói molares, contamina TUDO da empada e além do mais te mata de susto. Você vai com boca pra coisa macia e praticamente mastiga uma pepita.

Pronto, ferrou-se a empada. Porque a azeitona tem gosto intenso, muito dela, e acaba contaminando tudo, pô.

A empada deixa de ser empada e vira uma ode à azeitona, que atropela a glória da carne galinácea e vira ditadora do paladar.


Luis Inacio é uma azeitona na empada do Planalto.


A diferença básica é que em vez de cuspir o caroção dessa azeitona infeliz, a academia, parte da imprensa e as pessoas que tem boquinha em cartão corporativo ficam pagando boquete pra empada populista.

Nenhum comentário: