Google+ Followers

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Opções.

Não há o melhor ou o pior, há o diferente.


Sei.


Mas há o diferente execrável, o diferente louvável e o diferente indiferente.


Se a coisa é optar, dou-lhes as possibilidades:


Ouvir o último disco da ex-dupla Sandy e Júnior ou encarar Lágrimas Negras de Bebo e Diego el Cigala.


Deleitar-se nas areias de Guarapari no carnaval, com a exemplar conduta de educação coletiva tropical ou encarar Punta del Este durante a páscoa.


Dançar o créu ou bolerar.


Colocar maionese em pizza ou encarar salmão ao mel e shitake.


Investir 10 mil reais numa Parati que vale 8 mil ou comprar livros na Cultura.


Acreditar em Luís Inácio ou ter a satisfação da certeza que todos morreremos um dia, inclusive ele.

Ler poesia concreta ou passear pelas letras de Voltaire.


Achar Frei Betto supimpa ou frequentar tertúlias maçônicas.


Gostar da Regina Casé ou ter saudades do Paulo Francis.

Nenhum comentário: