Google+ Followers

sábado, 18 de julho de 2009

poemasmeus7741

há no litoral
a montanha invertida no fundo
da costa;

é poço da saudade anunciada,
do perfume de ondas e mar
de espera;

eu seria meu salvador de versos,
mas paira sobre os pulsos belos,
muitas cores de paredes infinitas;

a moldura é morena em sangue,
o contorno é de arcos em boca plena;

há na costa o mar e pimenta
de todo o resumo
da beleza dita.

Nenhum comentário: