Google+ Followers

quinta-feira, 1 de maio de 2008

Opiniões sobre tudo e todos- o calor.

O CALOR



A decomposição das coisas fica mais acelerada no calor, inclusive a decomposição da proteção do seu desodorante, bem como a proliferação de mosquitos e outros bichinhos tropicais. Também no calor proliferam-se as pessoas suadas, suadinhas e suadaças, que, digamos assim, não combinam muito bem com o conceito de elegância, a não ser que você ache lindo aquela marca supimpa, redonda e ardida, que o suor estampa na ragião axilar.

O axé se prolifera ( e adora) o calor. Nossa gente culta e educada ama de paixão temperaturas acima dos 28 graus, pois aí fica gostoso jogar uma peladinha, pegar uma praia ou ir pra barzinho lotado, para conversar, é claro, sobre temas de alta importância para a humanidade.

Aliás, calcule aí, o número de países altamente desenvolvidos, com justiça social e governantes honestíssimos, que temos justamente na zona tropical do planeta. O Brasil, esse poço de correção, a Nicarágua, aquele espetáculo do desenvolvimento, Guiné Equatorial, a quintessência do trato com a coisa pública, sem falar ainda do Paraguai, Libéria, Suriname e, anotem aí, a espetacular ilha de Cuba, berço do poder popular e da democracia participativa, onde a liberdade de expressão é campeã.


É issaí. O calor desenvolve países, elegantiza a população e transforma a enorme massa de sortudos habitantes tropicais em trabalhadores exemplares, disciplinadíssimos e corteses.

Nenhum comentário: