Google+ Followers

quarta-feira, 30 de abril de 2008

poemasmeus-954

formou-se o encantamento
de cristais amassados
molhados em querências,
deu-se a forma n'alma,
perdeu-se no encontro,
afogou-se nas vontades,
veio vindo o amor
a tatear por entre
lodaçais de sonhos,
cruzou lamas de ciúme,
quase quase morre-se
sem alento,
chegou ao topo dalgum cume,
deu-se conta num instante:
o amor, de amor se mata,
e vive por fantasmar-se.

Nenhum comentário: