Google+ Followers

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

a teladela seria...





toda a tela guardaria
o traço dela no mundo,
entre linhas e meridianos,
entre tatos e acalantos,
sua figura fulgura céus
e encobre de luzes recatadas
cada ínfimo pigmento
que a querem prisioneira;

imóvel, na pintura, dança a dança
das alegrias sutis,
baila nas cores todo beijo
de 5 mil aquarelas em festa;

por tanto ser-lhe rara a pose
posa em recolhimento,
quase em prece,
por custar-lhe muito
ser absoluta e musa:

depois de todas as tintas tentadas
é nela que habita
minha tela perfeita de mundo.

Nenhum comentário: