Google+ Followers

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

poemasmeus-1002





voltar sozinho
à cama
é retroversar todo abraço;

a cantilena de que vale
mais mesmo
amor sofrido, é para a média;

quero o embrulho
espetacular
do amor necessário e junto;

voltar sozinho
é como ir-se
levando apenas metade da língua.

Nenhum comentário: