Google+ Followers

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Sou uma savana no coração; Não a tenho, nela tampouco estou, Sou, E em sendo a tudo vou A tudo saio E onde caio Ninguém já vê.

Nenhum comentário: