Google+ Followers

sábado, 15 de agosto de 2009

poemas meus 3222887

pimenta na língua
que te inflama a alma,
sou o reverso da tua medalha
da santa que te carrega;

eu lambo teus dogmas e
lanço-te ao forno de mel
ao amor imaginário;

quero-te mais fundo
que os porões
do meu armário;

apenas deixa-te chegar:
amor bom é sem machucar.

Nenhum comentário: