Google+ Followers

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Chile, primeiro mundo na América Latina

Eles conseguiram. Mesmo. Estou há 5 dias em Santiago do Chile e vejo o que vi em Madrid: organização, limpeza e mais igualdade social que jamais tinha visto antes em nosso continente.

A riqueza aqui é do coletivo, a pobreza existe mas tem certa dignidade e a soberbia particular é rara.

São 6 milhões de habitantes em Santiago, mas as ruas não são entupidas de transeuntes. O metrô funciona como relógio. Limpíssimo, pontual.

A comida é um pouco sem graça, mas logo entendi: por lei nacional, colocar excesso de sal ou tempero afeta a pressão arterial da população, portanto, coloque o sal à mesa, quem queira.

Mesmo no verão, a vista dos Andes nevados na capital chilena é absurdamente deslumbrante.

O vinho é divino. O céu é de cinema, o sol é diferente. Pessoas, muitas, lendo sempre em todos os lugares.

Viña del Mar tem brisa de ar-c0ndicionado. Um metro quadrado do Chile tem mais vergonha na cara que um hectar de solo brasileiro sem vergonha.

Ser malandro aqui, não é legal. Não se aplaude a filhadaputagem. Não se elevam odes aos idiotas populistas.

Luis Inácio jamais seria eleito vereador em Santiago.

O Chile está 122 anos à frente do Brasil.

Nenhum comentário: