Google+ Followers

quinta-feira, 13 de março de 2008

poemasmeus-213

a sede de amar o amor
é bárbara, é fina, é forte, é flor,
descompassa os peitos todos,
arremete as rebeldias ao ar,
a sede de amar o amor
é que dá-me
de beber.

Nenhum comentário: