Google+ Followers

quinta-feira, 1 de julho de 2010

poemasmeus- 9888-b

comeria eu alguns girassóis
por mera alegria diminuta,
dessas que temos em manhãs repentinas;

teu cabelo guarda meu sono felicíssimo,
meu repouso em cores mares,
e meu canto lá na sala;

visitar-te a boca é abraçar
toda sevilha inteira;

olé coração bom de ser;

ter-te minha é saber-me teu.

Nenhum comentário: