Google+ Followers

domingo, 3 de maio de 2009

ela se faz
no abraço da falta,
plena de saudades
entre criaturas divinas,
de tão meninas,

as gotas de alegria;

vai-se ao mundo
esparcindo o laço
do afeto bom,
o traço da alma repleta,
sem sombra, sem cinza,
apenas e tão só
bonita e ela;

por tais vôos meus passos
não lhe alcançariam a graça:
em sendo criança de falta,
é meu sorriso ao longe
que ela um dia
abraça.

Nenhum comentário: